Mesmo com chuva, Baby Doll de Nylon e Galinho animam carnaval de Brasília

02:42 Geral, Notícias 25/02/2017 - 18h05 Brasília Embed

Danyele Soares

O carnaval de Brasília está cada vez mais animado e atrai a cada ano mais foliões. E nem a chuva, neste sábado (25), atrapalhou a festa de blocos como o Galinho de Brasília e o Baby Doll de Nylon. Quem foi ao Baby Doll, um dos maiores blocos da capital, não se importou com a água que caía do céu, como a dona de casa Carla Cristina, que foi com a filha de 9 anos curtir a folia.

 

Sonora: “Dizem que as coisas aqui em brasília só começam depois do carnaval. Então, quem sabe agora depois do carnaval a coisa começa bem? E mesmo a chuva não parou ninguém.”

 

De acordo com Daniel Obregon, um dos fundadores do Baby Doll, a estimativa de público este ano é de 80 mil pessoas. No ano passado, o bloco reuniu 60 mil foliões. Em 2017, o cantor Robertinho, de Recife, participa da festa. O músico é o compositor da música que anima o grupo.

 

O organizador Daniel Obregon diz também que o carnaval de Brasília está tomando forma e mostrando que, na capital federal, tem carnaval.

 

Sonora: “Em 2011, ele surgiu como uma piada, tanto que o lema dele era o mais ridículo e menos promissor bloco de carnaval de Brasília. E hoje é um dos maiores. Acho que a gente estava no lugar certo, na hora certa.”

 

Mas nem tudo foi festa no sábado de carnaval. Por causa de informações erradas divulgadas na internet e por alguns órgãos de imprensa, pais levaram os filhos para o bloco infantil Baratinha, no Parque da Cidade. Mas a festa, tradicionalmente, acontece no domingo e na terça-feira. Cerca de 50 pessoas foram ao local e foram informadas pela Polícia Militar de que o bloco não iria acontecer.

 

Foi o caso do motorista Márcio Neto, que levou os três filhos para participar da brincadeira.

 

Sonora: “Eu puxei na internet a programação e vi. Então, pensei, vou levar os meninos. Agora, vamos ficar um pouquinho por aqui e ir embora daqui a pouco.”

 

Mesmo sem participar da festa, a filha de Márcio, Maria Luíza da Silva, de 9 anos, aproveitou o passeio para brincar com os dois irmãos.

 

Sonora: “Fiquei triste, mas foi bom porque a gente se divertiu um pouquinho.”

 

Este ano, a expectativa do governo do Distrito Federal, é de que quase 2 milhões de pessoas participem do carnaval. No ano passado, a festa reuniu 1 milhão de foliões. E em 2015, 370 mil pessoas.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique