Secretário de Segurança do Rio afirma que PM não vai parar, mas articula reforço

01:52 Geral, Notícias 12/02/2017 - 15h23 Rio de Janeiro Embed

Fabiana Sampaio

O secretário de Segurança do Rio, Roberto Sá, afirmou que a Polícia Militar não parou e não vai parar, mas que já conversou com os ministros da Justiça e da Defesa sobre o apoio das Forças Armadas, caso seja necessário.

O secretário afirmou que a manifestação de familiares de policiais não impediu que os batalhões patrulhassem suas áreas. A estimativa é de que houve um prejuízo de 5% a 10% na capacidade operacional nessa sexta-feira (10).


Segundo Roberto Sá, a Polícia Civil está fazendo rondas em apoio em diversos locais e prefeituras de cidades vizinhas, como Niterói e Duque de Caxias, já disponibilizaram o apoio da guarda municipal.

 

O secretário agradeceu à corporação por ter colocado a polícia nas ruas e disse que a manifestação dos familiares é legítima, mas preocupante, a exemplo do que está ocorrendo no Estado do Espírito Santo.

 

Em Belford Roxo, a esposa de um policial militar que protestava em frente ao batalhão, Alberta Perez, disse que o protesto continua.

 

Até o fim da tarde desta sexta-feira, a Polícia Militar informou que 27 batalhões registraram protestos, e em pelo menos quatro deles, houve bloqueio na entrada e saída de viaturas.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique