Vigilância Sanitária do Rio recolhe carnes e derivados para análise

03:00 Geral, Notícias 20/03/2017 - 17h26 Rio de Janeiro Embed

Lígia Souto

Uma megaoperação realizada nesta segunda-feira coletou amostras de carnes e derivados em três grandes supermercados da zona oeste do Rio. A ação deu continuidade ao recolhimento iniciado no último sábado pela Vigilância Sanitária municipal que percorreu estabelecimentos das zonas sul e norte da cidade.

 

A força tarefa acontece após a deflagração pela Polícia Federal da operação que investiga a adulteração e venda de carne estragada. Também foram recolhidos empanados de frango, linguiça, salsicha, mortadela e carne moída.

 

A operação contou 10 técnicos que verificaram as condições dos produtos comercializados e a validade das embalagens. Segundo a gerente técnica de Alimentos da Vigilância Sanitária, Aline Borges, o foco da operação foram os produtos de grandes empresas do setor.

 

Ainda de acordo com Aline, o material coletado passará por análise que deve levar cerca de 7 dias para ser concluída.

 

As notícias de comercialização de carne contaminada repercutiram, também, na rotina alimentar dos cariocas. A gerente de projetos Rose Gomes disse que vai, agora, redobrar os cuidados na hora da compra.

 

Para consumidores, como a contadora Jane Dias, o problema maior está justamente nos embutidos.

 

A jornalista Paula Uchôa disse que se preocupa ainda mais com o problema das carnes por causa dos filhos pequenos.

 

Por nota, a JBS reafirmou a qualidade dos seus produtos. A Companhia disse exporta para mais de 150 países e é anualmente auditada por missões sanitárias internacionais e clientes. A nota informa, ainda que, no Brasil, há 2 mil profissionais dedicados exclusivamente a garantir a qualidade dos produtos JBS e suas marcas.

 

A BRF informou que cumpre as normas e regulamentos referentes à produção e comercialização de seus produtos, possui rigorosos processos e controles e não compactua com práticas ilícitas.