Identificados os corpos dos três soldados que morreram durante treinamento

02:38 Geral, Notícias 25/04/2017 - 20h00 São Paulo Embed

Eliane Gonçalves

Os corpos dos três soldados  do Exército que morreram durante treinamento, em São Paulo, já foram identificados e liberados.  Um quarto soldado sobreviveu ao afogamento.

 

Os corpos dos recrutas foram liberados na manhã desse terça-feira. João Victor Ferreira,  Wesley dos Santo e Jonathan Allah tinham 19 anos e entraram para o Exército em março.

 

Eles participavam de um treinamento de localização na mata usando bússolas e mapas no Vigésimo Batalhão de Infantaria Leve, em Barueri, na Grande São Paulo quando se afogaram em um lago na área de treinamento. 

 

Ao todo, 154 recrutas participavam do exercício.  Eles  foram separados em grupos de quatro. O quarto recruta do grupo também estava se afogando quando as equipes de resgate chegaram ao local, mas sobreviveu e, está sob cuidados de psicólogos do hospital Militar em São Paulo. Segundo o Comando Militar do Sudeste,  os exercícios não previam a travessia de percursos com água.

 

Consternado, o padastro de João Victor, Nédio Militão de Lucena, disse que o jovem reclamava do  tratamento que recebia no Exército durante o serviço militar obrigatório, mas que resolveu seguir  carreira por influência dele e do tio. Nédio questionou a ausência de serviços de resgates ou de superiores junto aos jovens para prestar socorro.

 

Já o oficial de comunicação do Comando Militar do Sudeste, coronel Igor Boechat afirmou que acidentes graves são raros nesse tipo de treinamento que é feito todo ano para cerca de 80 mil novos recrutas.

 

Nos últimos cinco anos, entre 24 mil recrutas treinados no estado de São Paulo, 8 morreram. O Exército não soube informar quantos foram os acidentes considerados graves no estado e nem no país.

 

Em nota, o Exército afirmou que foi instalado um Inquérito policial militar para investigar as mortes.  A previsão é de que esse inquérito seja concluído em 40 dias.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique