MP do Pará denuncia empresas envolvidas no naufrágio de navio libanês em Barcarena

01:28 Geral, Notícias 20/04/2017 - 12h57 Brasília Embed

Graziele Bezerra

O Ministério Público (MP) do Pará denunciou por maus tratos e poluição ambiental cinco pessoas e quatro empresas envolvidas no naufrágio de uma embarcação com carga viva, no Pará, em outubro de 2015. 


O navio Haidar, de bandeira libanesa, afundou no Porto de Vila do Conde, em Barcarena, a 30 quilômetros de Belém, com uma carga de 5 mil bois vivos. 


Com o naufrágio, toda a extensão da praia da Vila do Conde ficou poluída pelos restos dos animais mortos e vazamento de óleo e feno.


O forte cheiro da carne apodrecida e a condição das águas prejudicou o comércio local e fez com com que várias pessoas deixassem as casas e passassem a apresentar problemas de saúde. 


Segundo o promotor de Justiça Daniel Azevedo, a demora e a omissão das empresas em prestar o socorro pioraram a situação e agravaram os impactos ambientais.


Agora, o MP aguarda que o Judiciário receba a denúncia para a responsabilização de todos os envolvidos no caso.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique