Proibição de pesca de peixes e guaiamum ameaçados de extinção é adiada para 2018

01:28 Geral, Notícias 05/05/2017 - 09h15 Brasília Embed

Renata Martins

Prevista para ter início em março de 2017, a proibição da pesca de 15 espécies de peixes e animais aquáticos foi adiada por mais um ano. Portaria do Ministério do Meio Ambiente liberou a captura até 30 de abril de 2018. 


Na relação, estão espécies presentes na Amazônia, como o pargo, a gurijuba, alguns peixes ornamentais e o guaiamum. 


Os animais constam na Lista 475 de espécies de peixes e invertebrados ameaçados de extinção no Brasil.


De acordo com o ministério, análises apontaram que a pesca sustentável poderia ser compatibilizada com a recuperação das populações ameaçadas.


Ugo Vercillo, diretor do Departamento de Conservação e Manejo de Espécies da pasta, explica que apesar de estarem em risco de extinção, o uso é uma alternativa para a recuperação das próprias espécies.


A nova data vai possibilitar, segundo o Ministério do Meio Ambiente, que sejam estabelecidas, de forma estruturada, as medidas para o manejo sustentável.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique