Bimotor interceptado com drogas teria decolado da fazenda de Maggi, segundo piloto

01:08 Geral, Notícias 26/06/2017 - 17h53 Brasília Embed

Victor Ribeiro

A Força Aérea interceptou, nesse domingo, um avião bimotor que levava meia tonelada de cocaína de Mato Grosso para Goiás.

 

A aeronave não cumpriu as orientações da FAB e foi preciso dar um tiro de aviso. O bimotor pousou na região rural de Jussara, em Goiás. O piloto fugiu.

 

Ainda no ar, o piloto informou que decolou da Fazenda Itamarati, em Campo Novo do Parecis, Mato Grosso. A propriedade é arrendada pela empresa Amaggi, que pertence ao ministro da Agricultura, Blairo Maggi.  

 

No Twitter, o ministro diz que acompanha o caso e aguarda o resultado da investigação.  Blairo Maggi afirmou que a fazenda é extensa e enfrenta a ação do tráfico de drogas. A propriedade mede o equivalente a 54 mil campos de futebol.

 

Em nota, Amaggi informou que soube da interceptação da aeronave que transportava a cocaína por meio da imprensa.  A empresa negou qualquer relação com o bimotor e acrescentou que não autorizou o avião a pousar ou decolar em nenhuma das onze pistas de pouso no local. 

 

A interceptação aérea desse domingo fez parte da Operação Ostium, para reforçar a vigilância na fronteira do Brasil com a Bolívia e o Paraguai.

 

 

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique