Barco leva a ribeirinhos e indígenas do AM atendimento médico e social

01:53 Direitos Humanos, Notícias 17/07/2017 - 11h44 Manaus Embed

Bianca Paiva

Foram mais de três meses percorrendo sete municípios do Amazonas, na Calha do Juruá: Envira, Guajará, Ipixuna, Eirunepé, Itamarati, Carauari e Juruá.


Nesse período, a primeira embarcação do Programa de Atendimento Itinerante Todos pela Vida I, ou Barco Pai, como foi chamado, prestou mais de 100 tipos de serviços e atividades para quase 30 mil pessoas de comunidades indígenas e ribeirinhas.

 

O balanço do governo do Amazonas totaliza 113 mil atendimentos gratuitos, a maioria de saúde: 32.213 em diversas especialidades, como oftalmologia, clínica médica, odontologia e vacinação.

 

Outro serviço oferecido pela embarcação itinerante teve uma grande procura pela população: a retirada de documentos.


Foram mais de 10.300 emissões entre Carteira de Identidade, CPF, Certidão de Nascimento, Rani, que é o Registro Administrativo de Nascimento de Indígena e Carteira de Trabalho.


Também foram feitos 1.039 atendimentos na área da Previdência Social e Defensoria Pública. Além de repassar informações e orientações para as comunidades, as pessoa atendidas também receberam orientações para a concessão de salário-maternidade, aposentadoria rural, pensão alimentícia e outros benefícios, como auxílio doença e investigação de paternidade.


Segundo a Secretaria Estadual de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania, Indígenas e Ribeirinhos, durante os atendimentos os moradores tiveram acesso a cultura por meio da biblioteca do barco e o cinema ao ar livre.


O Barco Pai retorna no início da tarde desta segunda-feira (17) ao Estaleiro Juruá, localizado no Distrito do Cacau Pirêra, município Iranduba, mesmo local de onde a embarcação partiu em março deste ano.