Em MT celular desaparecido pode ser bloqueado no ato da ocorrência policial

02:15 Geral, Notícias 17/07/2017 - 16h00 Brasília Embed

Michelle Moreira

A partir desta segunda-feira (17) a pessoa que tiver o celular roubado ou furtado, em Mato Grosso, pode pedir o bloqueio do aparelho no ato do registro do boletim de ocorrência, nas delegacias.


A inserção para o bloqueio permitirá a rápida desativação dos telefones junto à ABR Telecom, a Associação Brasileira de Recursos em Telecomunicações, credenciada na Anatel.


Outros estados já adotam este sistema. É o caso do Rio de Janeiro e Ceará, por exemplo.


Desde fevereiro deste ano, a Polícia Civil em Mato Grosso realiza o serviço de bloqueio, mas com inserções manuais, e em apenas seis unidades policiais da capital Cuiabá.


Agora, foi concluída a integração via web que permite aos órgãos de segurança realizar o registro de bloqueio e desbloqueio em todo o estado, a partir do próprio sistema de gestão da ocorrência.


A titular da Delegacia de Roubos e Furtos de Cuiabá, Luciane Barros, explica que existem dois tipos de bloqueio que precisam ser feitos.


“Existe o bloqueio da linha telefônica, que tem que ser feito junto à operadora. Agora, estamos liberando o serviço de bloqueio do celular. No momento do registro do boletim de ocorrência, ela [a pessoa] já manifesta o interesse que o celular seja bloqueado. Significa que uma vez bloqueado, nenhum chip, de nenhuma operadora, vai funcionar. Ele perde toda a funcionalidade”.


Ao se dirigir à delegacia, a pessoa deve levar o CPF do titular da linha e indicar o número a ser bloqueado.


De acordo com a Polícia Civil, só na Delegacia Especializada de Roubos e Furtos, em Cuiabá, das cercar de 2,8 mil ocorrências registradas ao mês, 50% são de celulares roubados ou furtados.


A partir dessa medida, a expectativa é de que diminua o número de registros desse tipo de crime no estado.