História Hoje: Há 31 anos, cosmonauta soviético batia recorde de permanência no espaço

02:31 Geral, Programetes 05/07/2017 - 07h00 Brasília Embed

Apresentação Carmen Lúcia

374 dias 17 horas e 36 minutos no espaço... O feito é do cosmonauta soviético Leonid Kizim, que bateu esse recorde em cinco de julho de 1986.

 

Foi durante a sua terceira missão, no comando da Soyuz T-15, quando ativou a primeira estação espacial que operou na órbita baixa da Terra.

 

Kizim teve a vida dedicada ao espaço. Ganhou vários prêmios pelas missões fora do planeta. Ele nasceu em 5 de agosto de 1941, em Oblast de Donetsk, hoje Ucrania.

 

Primeiro atuou como piloto de teste da Força Aérea. Só em outubro de 1965, foi selecionado como cosmonauta. A subida ao espaço pela primeira vez veio 15 anos depois, a bordo da nave Soyuz T-3.

 

A Soyuz foi uma grande parceira do cosmonauta. A bordo dela foram quatro missões, em um total de 374 dias 17 horas e 36 minutos.

 

Além de atingir o recorde no espaço, por duas vezes foi condecorado como Herói da União Soviética e três vezes com a Ordem de Lenin.

 

Há quem diga que  Kizim também teria visto anjos no céu ou figuras alienígenas, durante uma missão com outros 5 tripulantes no voo 155, em 1985.

 

A história é que a nave foi envolvida em um gás laranja. Todos perderam temporariamente a vista e ao recobrarem os sentidos visualizaram setes seres enormes do lado de fora. As figuras pareciam humanas, mas com asas e um halo brilhante.

 

Ao voltar à Terra,  a tripulação foi submetida a testes médicos e psicológicos. O caso teria sido arquivado como confidencial.

 

Leonid Kizim se aposentou em junho de 1987, após 32 anos de serviços. Morreu em Moscou em 2010, aos 68 anos, como herói...

 

História Hoje: Programete sobre fatos históricos relacionados a cada dia do ano. É publicado de segunda a sexta-feira. Acesse aqui as edições anteriores.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique