Polícia do Rio investiga morte de bebê durante atendimento em UPA

01:31 Geral, Notícias 14/07/2017 - 16h21 Rio de Janeiro Embed

Ícaro Matos

A Polícia Civil investiga as circunstâncias da morte de um bebê de dois anos, durante atendimento médico na UPA do Engenho Novo, na zona norte do Rio. Os agentes já ouviram os profissionais de saúde envolvidos no caso, a mãe da vítima e outras testemunhas, e aguardam a conclusão da autópsia para finalizar o inquérito.

 

Segundo a família, Mateus Guedes estava tratando uma bronquiolite desde a semana passada e na quarta-feira, em atendimento na UPA, teve convulsões e morreu após passar por nebulização e receber uma injeção. Ainda de acordo com os parentes, a causa da morte não foi apontada no atestado de óbito.

 

Em nota, a Organização Social Viva Rio, que administra a UPA do Engenho Novo, disse que o bebê foi atendido prontamente e passou pelo procedimento padrão para casos como o dele, que é nebulização e aplicação de injeção de corticoide.

 

Ainda de acordo com o texto, o quadro do paciente evoluiu rapidamente, apesar dos esforços da equipe médica, e a criança teve uma parada cardíaca respiratória quando recebia a segunda nebulização. A Viva Rio esclareceu ainda que o corpo foi encaminhado para o IML para que as causas da morte sejam esclarecidas.

 

A Secretária Estadual de Saúde informou que vai aguardar o laudo do IML para tomar as providências cabíveis.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique