ONG protesta contra retirada de placas em memória de vítimas da violência no Rio

02:14 Geral, Notícias 17/08/2017 - 15h41 Rio de Janeiro Embed

Tatiana Alves

A Organização Não Governamental Rio de Paz realizou um ato nesta quinta-feira em repúdio a retirada de placas em memória dos policiais militares assassinados neste ano e a crianças vítimas de bala perdida desde 2007 no estado do Rio de Janeiro.

 

A retirada foi feita por agentes da Companhia de Limpeza Urbana da capital fluminense. A manifestação foi na Lagoa Rodrigo de Freitas, na zona sul da cidade,mesmo local do assalto que terminou na morte do médico Jaime Gold, há dois anos. Apenas a bicicleta pintada de preto que representava as circunstâncias da morte dele foi mantida na região.

 

Durante o protesto, foram colocadas 133 fitas pretas em referência aos 97 Policiais Militares e as 36 crianças vítimas da violência no estado.

 

Para o presidente da Rio de Paz, Antônio Carlos Costa, as placas serviam para lembrar das vidas perdidas para a violência.

 

Para a cabo da Policia Militar Flávia Louzada, a impressão que fica é que uma morte na zona sul tem mais valor do que centenas ocorridas em comunidades.

 

Em nota, a Comlurb disse que a retirada se deu em virtude da reclamação de moradores. Segundo o texto, as placas foram guardadas e estão à disposição da ONG.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique