Operação na Cracolândia prendeu 446 pessoas em três meses; Conselho de Direitos Humanos critica ação

01:59 Geral, Notícias 21/08/2017 - 23h00 São Paulo Embed

Nelson Lin

A Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, divulgou um balanço dos três meses de operação na região da Cracolândia, centro da capital paulista. Com início em 21 de Maio, a operação prendeu 446 pessoas por envolvimento com tráfico de drogas na região.

 

Houve também apreensão de 311 quilos de drogas, além de facas, balanças de precisão e R$ 155 mil em dinheiro. O policiamento foi reforçado com 212 policiais da Companhia de Ações Especiais de Polícia, da Tropa de Choque e da Cavalaria e Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicletas (Rocam). Além desses, 120 policiais militares atuam regularmente na área.

 

As ações policiais na Cracolândia foram feitas em parceira com a prefeitura, que implementou o projeto Redenção, com objetivo de erradicar o tráfico de drogas em oito regiões da cidade, conhecidas como Cracolândia.

 

Para Leonardo Pinho, do Conselho Nacional de Direitos Humanos, a ação na cracolândia, em parceria entre o governo do estado e a prefeitura, tem sido desastrosa na região. Segundo ele, espalhou o problema, gerando mais Cracolândias na região central da  cidade, com aumento expressivo de situações de violência e de violações de direitos humanos.

 

Procurada para comentar, a prefeitura não respondeu até o fechamento da reportagem.