Rede pública de saúde do DF enfrenta redução no número de vagas de UTI

01:38 Geral, Notícias 31/08/2017 - 17h53 Brasília Embed

Dayana Vitor

O número de vagas de UTI na rede pública do Distrito Federal diminuiu nos últimos anos. Em 2014, eram 432 leitos disponíveis em todo o DF e neste ano, 310. Foi o que constatou inspeção do Tribunal de Contas. Mas de acordo com a Secretaria de Saúde, são 401 vagas, sendo 354 da rede própria e 47 contratados.

 

Um grave problema encontrado na auditoria do Tribunal na Saúde Pública do DF foi o grande número de vagas bloqueadas nas UTIS. Segundo o órgão, de 400 leitos que poderiam ser ocupados, 90 estavam indisponíveis por diversos motivos. Já a Secretaria de Saúde afirma que apenas 76 leitos não podem ser utilizados.

 

Entre os motivos que levam as vagas a não serem ocupadas estão falta de recursos humanos para trabalhar nas unidades, de manutenção dos equipamentos e também a permanência de pacientes de alta nas UTIs.

 

De acordo com a Secretaria de Saúde desde 2015, não houve criação de leitos, somente desbloqueios. Entre as dificuldades para se criar leitos está a contratação de recursos humanos, em razão da Lei de Responsabilidade Fiscal.

 

Mas a secretaria afirmou que se empenha para preencher o deficit de recursos humanos. Para isso, em junho, empossou 220 técnicos de enfermagem e 30 enfermeiros.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique