Secretário de Justiça do Mato Grosso é preso por envolvimento em grampos telefônicos

01:34 Geral, Notícias 27/09/2017 - 21h13 Brasilia Embed

Juliana Russomano

O secretário de Justiça e Direitos Humanos de Mato Grosso, Airton Benedito Siqueira Junior, foi preso preventivamente nesta quarta-feira com outras sete pessoas durante a Operação Esdras da Polícia Civil Judiciária. Entre os presos também estão o secretário afastado de Segurança Pública e outros dois ex-secretários de estado.

 

A operação teve origem no depoimento do tenente-coronel José Henrique Soares, que revelou supostos novos envolvidos no esquema dos grampos telefônicos em Mato Grosso, que veio a público em maio deste ano. De acordo com a denúncia, cerca de 80 pessoas, entre elas políticos, advogados e jornalistas, eram espionadas no estado.

 

Além das prisões preventivas, os mandados que foram cumpridos nesta quarta-feira também incluíram a apreensão de material utilizado para espionagem, aparelhos eletrônicos e celulares.
Os envolvidos vão responder por crimes de organização criminosa e obstrução da Justiça.

 

Por meio de nota, o governo do estado disse que recebeu com surpresa os fatos revelados pela Operação Esdras; e reiterou que apoia as investigações desde o início. Além disso, o governador Pedro Taques anunciou o afastamento do coronel da PM Airton Siqueira Junior da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos, e designou o delegado Fausto de Freitas, do Gabinete de Transparência e Combate à Corrupção, para responder pela pasta, cumulativamente, até que todos os fatos sejam devidamente esclarecidos.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique