Justiça determina internação provisória de menor que atirou contra colegas em Goiânia

02:39 Geral, Notícias 22/10/2017 - 10h07 Goiânia Embed

Samanta do Carmo, Enviada Especial

A Justiça de Goiás acatou, na noite desse sábado (21), a recomendação do Ministério Público do estado e determinou a internação provisória do adolescente de 14 anos autor do ataque com arma de fogo no colégio Goyases, em Goiânia. Ele ficará internado até o julgamento do caso pelo Juizado da Infância e da Juventude, conforme previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente.

 

O Ministério Público também solicitou que ele seja colocado em separado dos demais internados já que ele é filho de policiais militares. Ele deve ser transferido neste domingo (22), segundo informações de funcionários da Delegacia de Polícia de Apuração de Atos Infracionais.

 

Apesar da juíza Maria Cézar Moreno Senhorelo, que estava de plantão ter determinado que o jovem fosse encaminhado imediatamente para o Centro de Internação Provisória de Goiânia, o destino dele é incerto, devido a falta de um local em que possa permanecer isolado.

 

A audiência de apresentação do adolescente à Vara da Infância e Juventude deve ocorrer na segunda (23). A advogada da família, Rosângela Magalhães, disse que a decisão já era esperada e destacou que a maior preocupação é com a integridade do adolescente.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique