TSE discute ações para prevenir influência do crime organizado nas eleições de 2018

01:43 Geral, Notícias 25/10/2017 - 23h58 Brasília Embed

Jéssica Gonçalves

O ministro da Defesa, Raul Jungmann, da Justiça, Torquato Jardim e o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, Sérgio Etchegoyen se reuniram nessa quarta-feira com o presidente do TSE, Tribunal Superior Eleitoral, ministro Gilmar Mendes, para discutir ações preventivas em relação a influência do crime organizado nas Eleições Gerais de 2018.

 

O foco é combater o risco de que traficantes, facções ou milícias possam coagir os eleitores para ampliar a infiltração desses criminosos na política, e também evitar que o crime organizado participe do financiamento das eleições.

 

O Ministro Gilmar Mendes afirmou que, até semana que vem, devem ser criados grupos de trabalho para discutir esses assuntos.
 

Nesse mesmo encontro, o TSE e o Ministério da Defesa definiram ações de combate a crimes cibernéticos. O Exército poderá atuar no monitoramento das chamadas fake news: os boatos espalhados nas redes sociais para influenciar as eleições.

 

Gilmar Mendes informou que a Justiça Eleitoral deve criar resoluções sobre o tema já para o pleito do ano que vem.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique