Após vistoria, polícia diz que só perícia pode concluir se Garotinho foi agredido em cela

01:47 Geral, Notícias 29/11/2017 - 21h25 Rio de Janeiro Embed

Fabiana Sampaio

Em vistoria realizada nesta quarta-feira pela Polícia Civil na cadeia em que o ex-governador do Rio Anthony Garotinho afirma tersido agredido, foi constatado que há, pelo menos, doze portas de controle até a cela em que ele se encontrava.


O delegado Wellington Vieira, titular da 21ª Delegacia de Polícia, percorreu a galeria onde ficou preso o político na Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica, zona norte do Rio de Janeiro.


Wellington disse que não pode descartar nenhuma hipótese no momento e que somente com a perícia no sistema de câmeras será possível concluir se houve ou não a agressão a Garotinho.


A defesa do ex-governador e o Ministério Público (MP) também pediram perícia no equipamento, para saber se houve edição na gravação.


Garotinho alegou que, na madrugada do último sábado um homem entrou em sua cela e o agrediu com uma paulada no joelho e um pisão no pé.


A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária afirmou que as imagens das câmeras de segurança não demonstram a suposta agressão e, por isso, decidiu punir Garotinho por falsa comunicação de crime e o enviou para o Complexo Penitenciário de Bangu.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique