PF investiga fraude na construção de escolas em comunidades indígenas de Mato Grosso

01:34 Geral, Notícias 30/11/2017 - 20h43 Brasília Embed

Renata Martins

Em operação deflagrada nesta quinta-feira a Polícia Federal teve como alvo um grupo acusado fraudar licitações da Prefeitura de Campinápolis, em Mato Grosso. A acusação é de desvio de recursos para construção de escolas em comunidades indígenas no valor de cerca de R$ 4 milhões.

 

Os recursos vinham do FNDE - Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação. O delegado federal Rafael Valadares, responsável pelas investigações relata que a fraude foi verificada em três fases da licitação.

 

A fraude teria ocorrido em 2012. Perícia feita este ano verificou que, cinco anos depois, as obras ainda não foram concluídas.

 

A ação ocorreu em quatro cidades de Mato Grosso e em Goiânia, Goiás. Foram cumpridos mandados de busca e apreensão e cinco investigados foram levadas coercitivamente.

 

Não houve prisões, mas de acordo com o delegado da PF, as pessoas conduzidas já prestaram depoimento e foram indiciadas por crimes previstos na Lei de Licitações.