Drone ajudará na identificação de responsáveis por queimadas no Amapá

02:35 Geral, Notícias 08/12/2017 - 08h45 Brasília Embed

Renata Martins

Ele chega pelo ar em lugares onde muitas vezes o deslocamento do ser humano é quase impossível. Florestas, morros, depressões, áreas alagadas, o drone chega lá e consegue filmar e fotografar a longa distância.


Um desses equipamentos foi doado pela Justiça do Amapá à delegacia responsável por combater crimes ambientais no estado.


Esta é primeira aeronave remotamente pilotada da Polícia Civil do Amapá. Para o Delegado do Meio Ambiente, Sávio Pinto, o drone será de fundamental importância nas ações de monitoramento e combate a incêndios e outros crimes ambientais.


“Tanto na identificação e até no flagrante dos responsáveis por essas queimadas, muitas delas criminosas, e sobretudo para quantificar os danos, dimensionar a área afetada e também nos possibilitar acesso a outras informações como coordenadas geográficas”, afirmou o delegado.


O equipamento também será utilizado na perícia criminal em áreas de desmatamento dentro da floresta Amazônica.


O drone da Delegacia do Meio Ambiente pode chegar a 500 metros de altura. O veículo voa com duas baterias, o que garante uma autonomia de 40 minutos de voo.


Sávio Pinto destaca que o drone vai ajudar, mas para combater os incêndios é necessário reeducar as pessoas.


“Há um mau hábito de se tocar fogo em lixo, em mato. Temos diversos inquéritos aqui que apuram incêndios em áreas de mata que destroem, muitas vezes, um patrimônio inteiro. Tem um caso aqui de um cidadão que perdeu todo um açaizal que ele havia plantado. Foram 17 anos de trabalho e ele perdeu mais de 4 mil pés de açaí em um incêndio, em decorrência de uma irresponsabilidade de um vizinho, que fez um aceiro mal feito. Ele não fez o isolamento adequado, o fogo se alastrou e o seu vizinho teve um prejuízo incomensurável.”


Os policiais estão passando por treinamento para operar o equipamento. De acordo com o delegado do Meio Ambiente, o drone deve ser utilizado ainda este ano em uma ação conjunta com a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Polícia Militar (PM), na área do entorno da capital.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique