Casos de zika caem em 2017; notificações somam 30% se comparadas a 2016

01:26 Geral, Notícias 31/01/2018 - 08h34 Brasília Embed

Sumaia Vilela

Em 2017, 2.400 notificações de malformações causadas pela zika foram registradas. Trinta e seis por cento delas foram descartadas ou excluídas.


Menos de 10% casos já foram confirmados, mas o número certo da síndrome congênita causada pelo Zika pode mudar, já que metade dos registros ainda está em investigação.


Mesmo assim, o total de registros do ano passado é menor que os dois anos anteriores, desde o início do monitoramento: corresponde a quase 30% das notificações de 2016, por exemplo, auge do surgimento das malformações.


E ainda restam possíveis malformações registradas anteriormente, que não tiveram relação comprovada com zika, ainda sendo investigadas. Dezesseis por cento dos casos de 2016 e 6% dos de 2015.


Nos três últimos anos, desde o início do monitoramento, foram confirmados 3 mil casos de malformações por zika, e 8,7 mil notificações foram descartadas e excluídas. A maioria das confirmações está no Nordeste e a minoria no Sul do país.

As malformações resultantes da síndrome congênita do Zika são variadas. A microcefalia - cabeça menor que o normal - é a mais conhecida.


Problemas ligados ao sistema nervoso central, como deficiência auditiva, cegueira, epilepsia e, também, defeitos nas articulações são alguns do males causados pelo Zika vírus.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique