Defensor de direitos humanos é assassinado em Anapu, no Pará; região é palco de conflitos agrários

02:57 Geral, Notícias 11/01/2018 - 12h27 Brasília Embed

Renata Martins

Defensor de direitos humanos é assassinado em Anapú, no Pará.


Valdemir Resplandes foi executado. Ele era uma das lideranças na luta por reforma agrária da região.

 

De acordo com a Polícia Civil do Pará, o crime ocorreu por volta das SETE HORAS de terça-feira.

 

Valdemir conduzia uma moto por uma das ruas do Morro do Macaco em Anapú quando foi parado por dois homens. Um dos criminosos se posicionou atrás da vítima e efetuou um disparo nas costas.

 

Quando estava no chão, Valdemir levou mais um tiro, esse, na cabeça. Segundo testemunhas, os homens saíram a pé sem levar nenhum pertence da vítima. Valdemir mancava de uma das pernas por causa de uma queda. Por isso, ele também era conhecido como Muleta.

 

Situada na Amazônia, onde boa parte das terras pertence à União, a região é palco de conflitos agrários entre pretensos proprietários de terras e colonos. Foi em Anapú onde há quase 13 anos, a missionária Dorothy Stang também foi assassinada.

 

Em 2016, dentro de um dos barracos levantados com tábuas de madeira e cobertura de palha do lote 46, sentado em uma rede e muletas encostadas às pernas, Valdemir Resplandes conversou com a equipe do programa Caminhos da Reportagem, da TV Brasil. Na entrevista, o defensor já relatava ameaças.

 

De acordo com o Delegado Diego Araújo, responsável pelas investigações, ainda não há motivação definida nem autoria do crime identificada.

 

À TV Brasil, Valdemir lembrou que era trabalhador rural, desde de que se entendia por gente. por isso, lutava para ser assentado.

 

Para ver o programa Caminhos da Reportagem sobre os conflitos que envolvem a posse da terra em Anapu acesse TVBRASIL.EBC.COM.BR.

 

** Matéria corrigida às 11h49 de 12/01/2018 para retirar a informação de que a vítima fez parte do Programa de Proteção aos Defensores dos Direitos Humanos do Governo Federal (PPDDH). O Ministério dos Direitos Humanos informou que o PPDDH não foi acionado, o que inviabilizou a adoção de providências para a proteção de Valdemir Resplandes dos Santos.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique