Lixão da Estrutural continuará recebendo rejeitos da construção civil

02:11 Geral, Notícias 20/01/2018 - 09h14 Brasília Embed

Sumaia Villela

O fechamento do lixão da estrutural, o maior da América Latina, vai acontecer neste sábado (20). Mas não completamente.  O lixo doméstico vai para o novo aterro, construído em Samambaia, mas os entulhos da construção civil vão continuar sendo depositados na Estrutural. Isso porque a licitação realizada no fim do ano passado para operar as duas áreas destinadas a receber o material não atraiu empresas, segundo o governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg.

 

O novo aterro pode receber duas mil e setecentas toneladas por dia, o total de lixo que é produzido atualmente no Distrito Federal. Mas, nesse ritmo, a área só poderá ser usada por 13 anos, qundo atingirá a capacidade máxima. O governador Rodrigo Rollemberg afirma que a coleta seletiva pode aumentar a vida útil do aterro.

 

Embora, segundo o governo, 70% da população do Distrito Federal seja atendida pela coleta seletiva, menos de 10% do lixo produzido aqui é destinado à reciclagem. E só metade é efetivamente reciclado, segundo a diretora-presidente do SLU, Serviço de Limpeza Urbana, Kátia Campos.

 

E, para impedir o despejo de lixo em local inadequado no DF, um decreto publicado, nessa sexta, pelo governo, autoriza que a Agefis (agência de fiscalização do DF) apreenda caminhões flagrados jogando rejeitos, como entulhos de construção civil.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique