Nacional na Copa: Prosinecki tem o monopólio de marcar gols por seleções de países diferentes

01:50 Geral, Notícias 14/01/2018 - 05h03 Brasília Embed

Eurico Tavares

Apenas um jogador conseguiu fazer gol por duas seleções. Foi Robert Prosinecki, beneficiado com o desmembramento da Iugoslávia.


Em 1990, ainda como Iugoslávia, Prosinecki fez um gol contra os Emirados Árabes Unidos. Em 1998, na França, já como jogador da Croácia, ele conseguiu fazer dois gols: um contra a Jamaica e outro contra a Holanda.


Vários jogadores conseguiram disputar Copa do Mundo por duas diferentes seleções como, por exemplo, o brasileiro Mazzola, que jogou pelo Brasil em 1958 e pela Itália, em 1962. Lá, com o nome de batismo Altafini.


O argentino Luis Monti foi o que teve mais sucesso: Monti foi vice-campeão mundial pela Argentina, em 1930, e campeão pela Itália, em 1934.


Mazzola fez gol pelo Brasil, mas não pela Itália, e Luis Monti marcou pela Argentina, mas não pela Itália.


Hoje, a Fifa – Federação Internacional de Futebol - não permite que um jogador possa atuar por diferentes seleções a não ser no caso de desmembramento de países.


Hoje, domingo, 14 de janeiro, faltam 151 dias para a abertura da Copa da Rússia 2018.