Rio de Janeiro volta ao estágio de normalidade devido às chuvas

02:05 Geral, Notícias 09/01/2018 - 14h05 Rio de Janeiro Embed

Ícaro Matos

A cidade do Rio de Janeiro voltou ao estágio de normalidade à 11 e 50 da noite desta segunda-feira, depois de ter passado mais de 28 horas em estágio de atenção devido à chuva intensa que atingiu a capital fluminense.

 

Não há registro de chuva significativa na cidade desde às 10 e meia da noite desta segunda, a previsão é que este quadro se mantenha durante a maior parte desta terça-feira, mas há possibilidade de pancadas de chuva de intensidade moderada a forte, em pontos isolados, a partir do fim da tarde.

 

De acordo com o alerta Rio, o Sistema de monitoramento meteorológico da prefeitura, nos oito primeiros dias de janeiro, a cidade acumula 141 milímetros de chuva, o que equivale a 85 da média histórica para o mês, que é de 162 milímetros. Ainda segundo o Alerta Rio, a expectativa é que em janeiro de 2018 chova cerca de 50 por cento a mais que a média histórica do mês.

 

Apesar da previsão de tempestade para a noite desta segunda no Rio, foi registrada apenas chuva moderada na cidade, as pancadas mais fortes se concentraram na Baixada Fluminense, principalmente nas cidades de Nova Iguaçú, São João de Meriti, Belford Roxo e Duque de Caxias, onde houve alagamento de várias vias, mas não foram registrados incidentes graves.

 

Entre domingo e segunda-feira também choveu intensamente em Angra dos Reis, na Costa Verde Fluminense. A Defesa Civil local informou que as sirenes de alerta para deslizamento foram acionadas em 39 bairros da cidade, que são considerados áreas de risco.

 

Com isso, os moradores tiveram que deixar suas casas e buscar abrigo em casas de familiares ou em pontos de apoio definidos pela Defesa Civil, mas não foram registrados incidentes graves.

 


Já na Região Serrana a chuva foi apenas moderada, e concentrada nas cidades de Petrópolis e Teresópolis, onde foram registradas quedas de árvores e deslizamento de barreiras, porém em localidades isoladas e sem vítimas.