Centrais e movimentos promoveram atos contra a Reforma da Previdência nesta segunda

01:57 Geral, Notícias 19/02/2018 - 22h00 Brasília Embed

Juliana Cézar Nunes

Em todas as capitais do país, centrais sindicais e movimentos sociais fizeram atos contra a Reforma da Previdência nesta segunda-feira. Em Manaus, a mobilização se concentrou na Praça da Polícia, no centro da capital amazonense.


O ato foi organizado pela Frente de Lutas, que reúne 15 associações sindicais e movimentos populares. Os manifestantes distribuíram panfletos contra a reforma.


Para Aldair Andrade, diretor da Associação dos Docentes da Universidade Federal do Amazonas, todas as categorias serão prejudicadas com as mudanças na previdência e poucos professores universitários devem conseguir aposentadoria com vencimento integral.

 

Em Boa Vista, o ato contra a Reforma da Previdência ocorreu em frente ao INSS, com participação de centrais sindicais, que fizeram panfletagem e falas em cima de um carro de som. Os sindicatos calculam cerca de 100 pessoas no protesto. Yasmin Faria, da Seção Sindical dos Docentes da Universidade Federal de Roraima, fala sobre as principais preocupação dos servidores.


Em Brasília, lideranças sindicais entregaram uma pauta de reivindicações no Ministério do Planejamento. A pauta inclui o repúdio à reforma da previdência e a demanda por reajuste salarial.

 

O governo federal argumenta que o sistema previdenciário possui um deficit que pode inviabilizar a aposentadoria das futuras gerações, o que tornaria as alterações necessárias.

Deseja fazer algum tipo de manifestação?

Favor copiar o link do conteúdo ao apresentar sua sugestão, elogio, denúncia, reclamação ou solicitação.