Desabamento: Viaduto não passou por manutenção, diz governador do DF

03:10 Geral, Programetes 06/02/2018 - 17h21 Brasília Embed

Sayonara Moreno

Quatro minutos salvaram a vida do brasiliense Igor Lindemberg, que ouviu o estrondo do viaduto caindo sobre o carro dele, no centro de Brasília, na manhã desta terça-feira. Perto do meio-dia, o bancário saiu para almoçar e foi até o veículo, estacionado exatamente abaixo da estrutura, para deixar os pertences. Foi o tempo de entrar no restaurante ao lado, para sair ileso!!

 

Quatro carros foram esmagados pela estrutura que cedeu. Cerca de uma hora após o ocorrido ainda era possível escutar o alarme de um deles. Corpo de Bombeiros e Defesa Civil chegaram, minutos depois do ocorrido e cães farejadores foram utilizados na busca de possíveis vítimas, possibilidade já descartada pelos órgãos de defesa.


Minutos após o acontecido, o Governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, esteve no local e contou que estava no gabinete, no Palácio do Buriti, quando soube do acidente. Rollemberg relata que foram realizadas reformas em alguns viadutos. Mas o que caiu ficou de fora das ações...

 

O local continua bloqueado, porque ainda há risco de desabamento da outra parte da estrutura e de incêndio, devido à quantidade de combustível que vazou dos veículos. A major do Corpo de Bombeiros, Lorena Ataides, disse que, pelo risco de incêndio e desabamento, é importante que a população se mantenha afastada do local.

 

O trecho que desabou é conhecido como Viaduto da Galeria dos Estados e faz parte da principal via expressa de Brasília. O Eixo Rodoviário, conhecido como Eixão, corta o Plano Piloto de Norte a Sul. A região do desabamento fica no centro de Brasília e é cercado pelo Setor Bancário e Setor Comercial, além de estar ao lado de uma estação de metrô. Por isso o alto fluxo de veículos e pessoas.

 

O viaduto interditado fica a cerca de um quilômetro da Esplanada dos Ministérios, onde está também o Congresso Nacional.