Número de foliões no carnaval de Brasília caiu pela metade; ocorrências policiais também caíram

02:26 Geral, Notícias 14/02/2018 - 21h24 Brasília Embed

Sumaia Vilela

Neste ano foram cerca de 750 mil foliões no Distrito Federal. O cálculo é feito pela Polícia Militar. O número é só metade do registrado no ano passado, quando um milhão e meio de pessoas aproveitaram a folia na capital do país.

 

O secretário de Cultura do DF, Guilherme Reis, foi questionado se a mudança de local de dois grandes blocos de Brasília, a Baratona e o Raparigueiros, pode ter influenciado, o que ele discorda.

 

O secretário e Cultura disse que considerou o evento bem-sucedido porque foi diverso culturalmente e também seguro. O número de ocorrências registrados nos pontos de festa foi 22% menor que o do ano passado: 437 registros contra 562. Não teve homicídio no carnaval, e também não teve morte no trânsito este ano.

 


Mas fora da folia teve, sim, homicídio. Foram 16 mortos do dia nove até ontem, segundo o Sindicato dos Policiais Civis do Distrito Federal. O secretário de Segurança Pública, Cristiano Sampaio, afirmou que, mesmo assim, o número é menor que o do ano passado.

 

Os roubos também diminuíram. Foram 141 no ano passado, e 51 neste ano. Ao todo, 48 pessoas foram presas no período festivo. A maioria dos flagrantes foram por porte de drogas, furto de celular e brigas. Duas armas de fogo 64 armas brancas foram apreendidas.

 

Quanto ao lixo recolhido durante o carnaval, foram 118 toneladas, de acordo com o Serviço de Limpeza Urbana. Um ponto comemorado pelo órgão foi a redução de vidro. Segundo a diretora-geral da SLU, Heliana Kátia, isso é bom porque diminui acidentes com foliões e garis, e também porque no DF não existe reciclagem de vidro - todo o material vai pro aterro sanitário.