Viva Maria: Chega o mês de carnaval e é sempre tempo de esclarecer a diferença de assédio e paquera

07:53 Geral, Programetes 01/02/2018 - 08h06 Brasília Embed

Apresentação Mara Régia

Alegria, alegria! Chegou fevereiro. Tempo de chuva, suor e cerveja, combustíveis que fazem parte da folia e que, quase sempre, dão início a uma paquera.

 

Mas, mesmo sabendo que amor de carnaval desaparece na fumaça, por favor, não atravesse o samba. Não se esqueça que não é não. Esse, por sinal, é o nome de uma organização não governamental que é parceira da campanha #carnavalsemassedio.

 

Pelo terceiro ano, essa campanha promovida pelo Catraca Livre tem o apoio da ONU Mulheres, da ONG Plan International, dos coletivos Nós, Mulheres da Periferia, Vamos Juntas!, e das redes Minha Sampa e Meu Recife e dos blocos Mulheres rodadas e Maria vem com as outras.

 

Só que este ano elas prometem ir além, na tentativa de não repetir 2017 quando, só no Rio de Janeiro, uma mulher era agredida no carnaval a cada quatro minutos. A campanha exige uma tomada de providências do Poder Público e, ao mesmo tempo, a partir de uma grande rede de mobilização, quer criar um mapa com relatos de assédios, tabular os dados coletados e levá-los às autoridades competentes para o enfrentamento do problema.

 

E o nosso programa, desde já, apoia a iniciativa e pede a você, que está ligada no nosso rádio-mulher, que entre na plataforma www.aconteceunocarnaval.org. Faça isso pra contar sua história. E nunca é demais lembrar que o canal para o atendimento de vítimas de violência contra a mulher é o ligue 180, em que profissionais treinados dão orientação gratuita 24 horas por dia.

 

Sua participação é muito importante para ampliar o alcance da campanha. Compartilhe fotos nas redes sociais com a hashtag #carnavalsemassedio. Assunto para Valéria Scarance, coordenadora do Núcleo de Gênero do Ministério Público do Estado de São Paulo. Ela que também é professora da PUC e integra a Comissão Permanente de Combate à Violência Doméstica e familiar contra a Mulher. Seja muito bem-vinda ao nosso Viva Maria!

 

Vamos começar falando dessa insistência de alguns em confundir paquera com assédio. Uma coisa não tem nada a ver com a outra, não é, doutora Valéria?

 

 

Viva Maria: Programete que aborda assuntos ligados aos direitos das mulheres e outros aspectos da questão de gênero. É publicado de segunda a sexta-feira. Acesse aqui as edições anteriores.