Viva Maria: Há espaço para o parto humanizado mesmo sabendo que há uma explosão de cesáreas no mundo

09:26 Geral, Programetes 20/02/2018 - 03h57 Brasília Embed

Apresentação Mara Régia

Num esforço de tentar frear a explosão de cesarianas em todo o mundo, a Organização Mundial da Saúde (OMS) acabou de publicar novas recomendações sobre padrões de tratamento e cuidados relacionados a mulheres grávidas. O objetivo é reduzir “intervenções médicas desnecessárias”.


De acordo com a OMS, 140 milhões de nascimentos ocorrem no mundo a cada ano. A maioria sem complicações. “Ainda assim, nos últimos 20 anos, médicos aumentaram o uso de intervenções que eram destinadas antes apenas para evitar riscos e tratar complicações, com a infusão de ocitocina para acelerar o parto ou cesáreas”, indicou a OMS.

 

À luz de dados coletados em 2016, a OMS aponta o Brasil como um dos líderes em cesáreas no mundo e alerta que o aumento dessa prática em partos se transformou em uma “epidemia”.  A que ponto chegamos!

 

E quem com certeza lamenta profundamente essa situação é uma grande amiga do peito e do parto. Falo da doutora Esther Vilela, ginecologista e obstetra que, há muitos anos, trabalha em prol da saúde da mulher, tanto no Ministério da Saúde como em hospitais, entre eles o Pio X, em Ceres (GO), pioneiro na humanização do parto! Seja muito bem-vinda, dra. Esther!

 

 

Viva Maria: Programete que aborda assuntos ligados aos direitos das mulheres e outros aspectos da questão de gênero. É publicado de segunda a sexta-feira. Acesse aqui as edições anteriores.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique