Fachin nega pedido de ex-presidente do Peru para acesso a delações da Odebrecht

00:57 Geral, Notícias 04/03/2018 - 15h52 Brasília Embed

Victor Ribeiro

O ministro do Supremo Tribunal Federal Edson Fachin negou o pedido feito pelo ex-presidente do Peru Ollanta Humala e da mulher dele Nadine Heredia para ter acesso a parte das delações da empreiteira Odebrecht na Lava Jato.

 

Fachin argumentou que o conteúdo está em segredo de Justiça e os dados não podem ser compartilhados sem um procedimento próprio de cooperação internacional.

 

Em depoimento, o empresário Marcelo Odebrecht afirmou ter repassado três milhões de dólares para a campanha que elegeu Ollanta Humala presidente, em 2011. Em julho do ano passado, a Justiça peruana mandou prender preventivamente Humala e a mulher.

 

Para a Justiça dos Estados Unidos, a Odebrecht admitiu ter pago 800 milhões de dólares em propina em 12 países, entre os anos de 2001 e 2016, desencadeando uma série de investigações.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique