Pesquisa mostra que São Paulo é uma cidade que assusta as mulheres

02:48 Geral, Notícias 11/03/2018 - 15h05 São Paulo Embed

Eliane Gonçalves

Uma pesquisa encomendada pela Rede Nossa São Paulo ajudou a definir contornos mais claros para explicar tanto receio nas mulheres.

 

Segundo a pesquisa, a cada três mulheres que vivem na capital paulista, pelo menos uma já sofreu algum tipo de assédio em situações corriqueiras do dia a dia.

 

O transporte coletivo é o pior lugar. 25% delas já foram assediadas em ônibus ou metrôs. O lugar de trabalho vem em segundo. 16% das mulheres já passaram por algum tipo de constrangimento enquanto trabalhavam. 13% de todas as entrevistadas já passaram por situações desrespeitosas como serem agarradas ou beijadas sem consentimento.

 

Para Américo Sampaio, gestor de projetos da Rede Nossa São Paulo. São Paulo é violenta com as mulheres.

 

Os relatos de assédio são mais frequentes entre mulheres com maior escolaridade e renda mais alta, mas isso não significa que elas sofram mais violência que as outras. Apenas identificam melhor o problema.

 

E como faz pra viver com medo? Angélica de Lima, de 32 anos, ensina.

 

A pesquisa ouviu 428 mulheres acima de 16 anos entre os dias 8 e 27 de dezembro do ano passado. A margem de erro do levantamento é de 5 pontos percentuais para baixo ou para cima.

Deseja fazer algum tipo de manifestação?

Favor copiar o link do conteúdo ao apresentar sua sugestão, elogio, denúncia, reclamação ou solicitação.