Caso Marielle: Jungmann diz que indícios do assassinato apontam para crime de milícia

01:34 Geral, Notícias 16/04/2018 - 18h48 Rio de Janeiro Embed

Joana Moscatelli

O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, reafirmou nesta segunda-feira que as investigações do assassinato da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes apontam para o envolvimento da milícia.

 

Sobre o pedido de devolução dos policiais cedidos à Assembleia Legislativa, o ministro disse que a Alerj tem que compreender que a população do Rio precisa desses agentes na rua.

 

De acordo com Jungmann, 700 policiais devolvidos de outros órgãos do estado vão para as ruas. O ministro participou do lançamento do sistema Alerta Brasil que pretende ampliar a fiscalização eletrônica nas estradas federais do estado.