Indígenas reunidos em Brasília cobram políticas públicas e garantia dos direitos

02:38 Geral, Notícias 23/04/2018 - 20h37 Brasília Embed

Renata Martins

Com rituais e danças indígenas, foi aberto oficialmente, na tarde desta segunda-feira, o Acampamento Terra Livre, em Brasília.

 

Kaiapó, Munduruku, Terena, Tabeba… Povos das cinco regiões do país cantaram para dizer “Presente!” na 15ª  edição do ATL, o Acampamento Terra Livre.

 

O tema deste ano é “Unificar as lutas em defesa do Brasil Indígena – Pela garantia dos direitos originários dos nossos povos”.

 

De acordo com a organização do evento, 3 mil indígenas de mais de 100 povos já se credenciaram.

 

As tendas estão armadas no gramado do Memorial dos Povos Indígenas, em Brasília.

 

Valéria Paye, indígena do povo Kaxuyana, do Pará, na fronteira com o Suriname, afirmou que o Terra Livre deste ano tenta impedir retrocessos.

 

O ATL é realizado pela Apib - Articulação dos Povos Indígenas do Brasil.

 

A Plenária de Mulheres Indígenas também movimentou o primeiro dia de Acampamento. A coordenadora da Apib, Sônia Guajajara, destacou a participação feminina na luta dos povos indígenas e lembrou que por muito tempo essa inclusão foi negada na própria aldeia.

 

Entre as atividades do Acampamento Terra Livre previstas para esta terça-feira estão plenárias sobre educação e saúde indígena e audiências no Supremo Tribunal Federal e na Advocacia Geral da União.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique