Ministério da Saúde revela que 342 pessoas morreram de febre amarela desde julho

01:35 Geral, Notícias 20/04/2018 - 16h32 Brasília Embed

Sayonara Moreno

Em pouco mais de nove meses, 342 pessoas morreram de febre amarela no Brasil, segundo balanço do Ministério da Saúde. Os dados levam em conta o período entre julho do ano passado e 17 de abril deste ano, em que mais de 1.000 foram infectadas com a doença. No mesmo período do ano anterior, de 2016 para 2017, foram mais de 700 casos, com 241 mortes.

 

Nos últimos nove meses, as mortes se concentraram nos estados de Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro. Em Minas, o total de casos foi quase a metade de todo o país. Uma pessoa morreu no Distrito Federal, e outra no Espírito Santo, também em decorrência da doença. De acordo com o ministério, outras mil pessoas estão com diagnóstico suspeito para a febre amarela e os casos estão sendo investigados.

 

O vírus da febre amarela circula, atualmente, em regiões metropolitanas do país, onde há grande concentração de pessoas, incluindo áreas que nunca foram consideradas de risco para a doença. Cerca de 35 milhões de pessoas vivem nessas regiões, três vezes mais que o ano passado, quando cerca de 12 milhões estavam expostas ao surto. Por isso é importante a imunização, já que atualmente o Brasil está com uma taxa superior a seis pessoas infectadas para cada cem mil habitantes. No ano passado, a taxa era de três para cada 100 mil.

 

Até abril do ano que vem, a área de recomendação da vacina contra febre amarela vai ser estendida para todo o território brasileiro.