Racionamento no DF está com dias contados; brasiliense pagará mais pela água

01:30 Geral, Notícias 01/05/2018 - 10h38 Brasília Embed

Dayana Vitor

O racionamento de água no Distrito Federal pode acabar em breve. O governador Rodrigo Rollemberg afirmou que se reunirá, nesta semana, com representantes da Caesb, a Companhia de Saneamento Ambiental, e da Adasa, a Agência de Águas, Energia e Saneamento Ambiental, para definir uma data e por um fim aos cortes no fornecimento.


O racionamento de água começou em janeiro de 2017, após as barragens que abastecem o Distrito Federal chegarem a níveis críticos. Na época, a do Descoberto tinha 19,1% de sua capacidade de água. Agora, está em 90,6%.


No início do rodízio, a barragem de Santa Maria, tinha 46,5% da capacidade e, no momento, está em 56,1 %.


Apesar de ter elevação menor no nível de água do que a barragem do Descoberto, este índice não atrapalhará o abastecimento das cidades da parte norte do Distrito Federal. Segundo a Caesb, elas também são abastecidas por captações do córrego do Bananal e do Lago Paranoá.


Apesar da notícia sobre a possível definição de uma data para o fim do racionamento, os moradores do Distrito Federal vão pagar mais pela água que consomem. A partir do dia 1º de junho, as contas aumentarão 2,99%.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique