Sobe para oito número de mortos com suspeita de raiva humana no Pará

01:33 Geral, Notícias 21/05/2018 - 15h45 Brasília Embed

Danyele Soares

O número de óbitos com suspeita de raiva humana no Pará chegou a 8. Nesse domingo, a Secretaria estadual de Saúde Pública confirmou a morte de uma criança de 8 anos que estava internada na Santa Casa em Belém com suspeita de ter contraído o vírus. Do total de mortos, 1 teve a doença confirmada pelo Instituto Evandro Chagas.

 

 Outros três pacientes permanecem internados no mesmo hospital e mais três estão recebendo cuidados médicos no município de Breves, na Ilha do Marajó.  Todos continuam em estado grave.

 

Os médicos fizeram coletas de sangue dos pacientes para encaminhar ao Instituto Evandro Chagas e Instituto Pasteur, em São Paulo, referência no diagnóstico da doença.

 

As equipes da Vigilância Epidemiológica e Vigilância em Saúde estão desde o dia 4 de maio no município de Melgaço, na Ilha do Marajó, para investigar os casos suspeitos.

 

Os pacientes apresentaram sintomas parecidos, como febre, dores de cabeça e no abdômen, dificuldade para engolir, desorientação, sensibilidade a sons, convulsão, fraqueza muscular e aversão à água. Esses sintomas aparecem devido à proliferação do vírus no sistema nervoso, via corrente sanguínea.

 

A Raiva Humana é causada pelo RNA vírus do gênero Lyssavirus, e é transmitida por mordida, lambida ou arranhões provocados por um animal infectado.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique