Viva Maria: A luta das mulheres do sertão para salvar a abelhinha Jandaíra e seu bioma, a caatinga

08:35 Geral, Programetes 09/05/2018 - 08h41 Brasília Embed

Apresentação Mara Régia

Jandaíra! Doce como nome de mulher. De origem indígena, batiza uma abelhinha que é muito rara. Rara e sensível. Tanto assim que Jandaíra está tão ameaçada de extinção quanto o bioma que lhe serve de berço: a caatinga.

 

Mas graças ao trabalho incansável das mulheres do sertão que vivem em Pentecostes, no estado do Ceará, Jandaíra tem tudo para se salvar da ação devastadora das pessoas que insistem em queimar e destruir o habitat dessa abelhinha nordestina.

 

Maria Aurigele, por meio da Adel, que é a Agência de Desenvolvimento Econômico Local, está em Brasília justamente para semear essa esperança a partir do resultado do trabalho que, graças aos recursos do Programa de Pequenos Projetos Ecossociais (PPP-ECOS), ela está desenvolvendo nas comunidades que ficam próximas a Lagoa das Pedras.

 

Maria Aurigele é uma das participantes do 2 º Encontro de Experiências e Aprendizados do Programa de Pequenos Projetos Ecossociais no Cerrado e na Caatinga.

 

Esse encontro é uma iniciativa do Instituto Sociedade, População e Natureza (ISPN). O encontro começou ontem na Confederação Nacional dos Trabalhadores no Comércio (CNTC), em Brasília, e vai até amanhã.

 

Mas é hoje que esse encontro vive um momento especial de venda e de trocas na Feira da Biodiversidade, que vai estar aberta ao público a partir das 17h30. É a nossa chance de conhecer mais de perto as 85 organizações apoiadas pelos PPP-ECOS e pessoas como a Maria Aurigele, que participa agora do nosso programa. Seja muito bem-vinda!

 

 

Viva Maria: Programete que aborda assuntos ligados aos direitos das mulheres e outros aspectos da questão de gênero. É publicado de segunda a sexta-feira. Acesse aqui as edições anteriores.