Fitas medidoras de glicemia estão em falta na rede pública do DF

01:51 Geral, Notícias 20/06/2018 - 16h05 Brasília Embed

Dayana Vitor

O Distrito Federal tem 340 mil diabéticos e muitos que dependem da rede pública estão sem realizar o tratamento corretamente há quatro meses. Isso porque, as fitas medidoras de glicemia, que revelam o nível de açúcar no sangue, estão em falta nos postos. Mas a Secretaria de Saúde informou que o produto já chegou a Farmácia Central e está sendo distribuído para as regionais de saúde.


O custo médio de uma caixa com 50 unidades de fitas glicêmicas, nas farmácias, é de R$ 80,00, só que a maioria dos pacientes utiliza várias caixas por mês. O presidente da Associação dos Diabéticos do Distrito Federal, Alex Alves, tem dois filhos com diabetes tipo 1. Eles precisam de oito caixas por mês para controlar o diabetes. O pai informa que o custo, apenas com as fitas, é bem alto.


Alex explica que os diabéticos estão reduzindo o número de medições de glicemia, devido a falta das fitas nos postos de saúde. Ele esclarece que se o doente não fizer o controle do açúcar no sangue poderá ter várias complicações e até morrer.


Em nota, a Secretaria de Saúde do Distrito Federal informou que realizou uma compra emergencial das fitas para regularizar os estoques. Esclareceu também, que a licitação anterior para a compra dos itens fracassou, pois muitas empresas queriam vender as fitas por um preço acima do estimado.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique