Caminhoneiros são as maiores vítimas do trânsito no Rio nos últimos 11 anos

02:03 Geral, Notícias 30/07/2018 - 19h00 Rio de Janeiro Embed

Fabiana Sampaio

Os caminhoneiros do Rio de Janeiro são os que mais morrem por acidentes de trânsito relacionados ao trabalho no estado. Um levantamento inédito do  Ministério da Saúde aponta 113 mortes dos trabalhadores de caminhão, entre os anos de 2007 e 2016.

 

Considerando todos os tipos de transportes, foram 507 mortes no mesmo período. O estudo considera os acidentes ocorridos quando o trabalhador tem uma função que envolve locomoção ou quando estava no trajeto de ida e volta do local de trabalho.

 

 Em onze anos, mais de mil acidentes de trânsito relacionados ao trabalho foram notificados no Rio de Janeiro. Os anos de 2015 e 2016 foram os que apresentaram os maiores números para um único ano, com 177 e 305 registros.

 

Em 2017, os índices caíram quase 83% no estado, sendo registrados 52 acidentes em comparação ao ano anterior. A Região Sudeste, que teve mais de cinco mil e quinhentas mortes no período, foi a que mais registrou acidentes. 

 

Foram 60 entre os anos de 2007 e 2016, com  pico nos anos de  2015 (7.468) e 2016 (7.880). Em 2017, a região teve redução de mais 45% nas notificações, caindo para pouco mais de quatro mil.

 

O  estudo também trouxe que, oito em cada 10 acidentes de trânsito relacionados ao trabalho no Brasil foram sofridos por homens. Os jovens entre dezoito e vinte e nove anos foram as maiores vítimas.

 

O Ministério da Saúde informou que vem priorizando a intervenção nos fatores de risco para acidentes, como o consumo de bebida alcoólica e velocidade inadequada para a via, além de priorizar determinados grupos de vítimas, como os motociclistas.

 

E ainda que cooperações entre a Polícia Rodoviária Federal e a Renast, Rede Nacional de Atenção Integral à Saúde do Trabalhador, têm contribuído com o acompanhamento e monitoramento dos casos.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique