Polícia do DF apura fraudes em licitações nas administrações regionais; 18 pessoas foram presas

01:46 Geral, Notícias 26/07/2018 - 16h08 Brasília Embed

Graziele Bezerra

Dezoito pessoas foram presas na operação Monopólio, deflagrada pela Polícia Civil do Distrito Federal para apurar fraudes em licitações nas administrações regionais. Entre os presos estão servidores das adminsitrações do Gama e Águas Claras.

 

De acordo com o delegado Wenderson Teles, chefe da divisão de combate ao crime organizado, os investigados criaram um pool de empresas para participar de licitações na modalidade convite e agiam de modo que as empresas laranjas sempre saíssem vencedoras. O prejuízo foi milionário.

 

A polícia também cumpriu 24 mandados de busca e apreensão nas administrações regionais do Gama e de Águas Claras, e em empresas vinculadas ao grupo criminoso e nas residências dos investigados localizadas no DF e em Goiás.

 

Foram apreendidos 7 veículos de luxo, documentos e R$ 40 mil  em espécie. Os envolvidos no esquema serão investigados pelos crimes de organização criminosa, fraude a licitação, lavagem de dinheiro, corrupção ativa e passiva. Somadas as penas podem chegar a 30 anos de prisão.

 

As administrações do Gama e de Águas Claras não se manifestaram sobre o assunto.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique