Viva Maria: Mulheres camponesas se mobilizam para reverter efeitos de nova lei sobre agrotóxicos

05:49 Geral, Programetes 02/07/2018 - 10h24 Brasília Embed

Apresentação Mara Régia

Por uma feliz coincidência, neste 2 de julho, o calendário das datas comemorativas da saúde nos lembra que hoje é Dia do Hospital. E se seu coração amanheceu pegando fogo, não se preocupe porque hoje também é o dia do Corpo de Bombeiros. Disque 193!

 

Até porque as emoções do jogo entre Brasil e México nas oitavas de final   da Copa do Mundo na Rússia prometem emocionar muita gente. E se você, Maria, sofre de pressão alta, todo cuidado é pouco. Por favor, não interrompa a sua medicação. Mais do que comemorar o Dia do Hospital, o que a gente quer mesmo é vibrar com a vitória do Brasil.

 

Se segura meu povo! Vamos enfrentar o México com vitória! E Viva Maria aproveita esse clima que convoca o nosso patriotismo para falar de um assunto que, para muito além dos estádios de futebol, pode realmente nos adoecer. É o agrotóxico. Uma nova regulamentação foi aprovada na semana passada e, agora, está prestes a ser apreciada em plenário.

 

Uma forte mobilização está em curso numa tentativa de reverter essa nova lei que tira, por exemplo, a palavra final da Anvisa, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, sobre a utilização de alguns tipos de veneno.

 

O Movimento das Mulheres Camponesas (MCC), que, há anos, faz do combate aos agrotóxicos tema de uma campanha permanente, está em alerta, e é Justina Cima, agricultora familiar e membro da direção regional  do MCC em Santa Catarina quem compartilha com a gente preocupação e perplexidade.

 

 

Viva Maria: Programete que aborda assuntos ligados aos direitos das mulheres e outros aspectos da questão de gênero. É publicado de segunda a sexta-feira. Acesse aqui as edições anteriores.