Justiça do Rio nega denúncia e mantém chefe da Polícia Civil no cargo

01:50 Geral, Notícias 28/08/2018 - 15h52 Rio de Janeiro Embed

Ícaro Matos

A Justiça do Rio de Janeiro negou a denúncia apresentada pelo Ministério Público estadual e manteve no cargo o chefe da Polícia Civil, Rivaldo Barbosa. A decisão foi tomada nesta segunda-feira, pela juíza Gisele Guida, da 38ª  Vara Criminal do Tribunal de Justiça.

 

O Ministério Público havia pedido em julho o afastamento de Rivaldo por irregularidades em licitações na contratação de empresas de informática. Outras sete pessoas também foram citadas na denúncia, entre elas o ex-chefe da Polícia Civil, delegado Carlos Leba, antecessor de Rivaldo, além de outros funcionários da corporação e dos responsáveis pelas empresas.

 

A denúncia tratava de três contratos emergenciais, no valor de  R$ 19,1 milhões assinados em pouco mais de um ano.Segundo o Ministério Público, nas três ocasiões houve dispensa de licitação fora das hipóteses previstas em lei, sob pretexto de uma situação emergencial fictícia.

 

Mas, de acordo com a juíza Gisele Guida, a denúncia não trazia qualquer menção de efetivo prejuízo aos cofres públicos em razão dos contratos impugnados. Apesar de ter não ter dado andamento ao processo na esfera criminal, a magistrada deixou em aberto a possibilidade de os denunciados responderem por eventual ilícito administrativo a ser devidamente apurado.

 

Já a Polícia Civil informou que as contratações foram feitas em regime de emergência para que o banco de dados da instituição não fosse paralisado, o que poderia gerar prejuízos incalculáveis à sociedade.

 

A Polícia Civil disse ainda que tenta realizar licitação para os serviços informática desde o fim de 2016, mas não consegue por causa das dívidas do governo do estado com os fornecedores, que por esse motivo não demonstram interesse em participar da concorrência.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique