Mais de 600 pessoas foram presas durante operação contra feminicídio e homicídio

02:05 Geral, Notícias 24/08/2018 - 15h54 Brasília Embed

Danyele Soares

Uma operação realizada pelas policiais civis em todos os estados e no Distrito Federal foi deflagrada nesta sexta-feira para combater feminicídio e homicídio contra mulher. Em balanço preliminar realizado ao meio-dia, mais de 600 pessoas tinham sido presas na Operação Cronos.


 
As prisões ocorreram nos seguintes estados: Alagoas, Amapá, Amazonas, Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Piauí, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins. Também foram apreendidos 61 adolescentes.


 
De acordo com o Ministério da Segurança Pública, até o fim do dia, a operação deve resultar em mais de mil prisões. Segundo o ministro, Raul Jungmann, a Cronos só foi possível graças à atuação unificada dos estados e da União.

 

Nas primeiras horas de operação, os investigadores apreenderam mais de 30 armas. Quase 5 mil policiais civis participam da operação, que começou a ser pensada há 3 meses. Segundo o Conselho Nacional dos Chefes de Polícias Civis, o banco de dados genéticos, que tem informações sobre o DNA de criminosos, ajudou a solucionar alguns casos.



O nome Cronos foi escolhido por causa da referência à redução do tempo de vida da vítima por parte do criminoso. De acordo com o Ministério, com a prisão dos autores, espera-se o impedimento da prática de novos crimes.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique