Desafios e Perspectivas dos Estados: Mato Grosso tem o maior rebanho bovino do país

03:04 Geral, Especiais 22/09/2018 - 18h00 Brasília (DF) Embed

Wellington Barros

Junto com Sergipe e Paraíba, o Mato Grosso não tem representação feminina na Câmara de Deputados. O estado possui mais de 3 milhões e 340 mil habitantes. Cerca de 2 milhões 330 mil são eleitores.

 

A jornalista e produtora cultural, Alessandra Barbosa, é um deles. Ela nasceu em Minas Gerais, mas tem Mato Grosso como estado de coração há mais de 30 anos, principalmente por causa da gente hospitaleira e das belezas naturais.

 

O rendimento médio mensal no Mato Grosso é de R$ 1.247 e o desemprego atingiu 5,9% da força de trabalho no primeiro trimestre do ano.

 

A pecuária e agricultura são as principais atividades econômicas do estado, que é o maior produtor nacional de milho, soja, algodão, girassol e de madeira em tora. Além disso, tem o maior rebanho bovino do país, com 30 milhões de cabeça de gado, e é o maior exportador brasileiro desse tipo de carne.

 

A logística de transporte está entre os principais desafios de melhoria no setor. A opinião é de Francisco Manzi, diretor técnico da Associação dos Criadores de Mato Grosso, que representa os produtores da pecuária de corte.

 

Entre os avanços, Manzi destaca os ambientais, visto que 63% da área do estado é preservada. Segundo o diretor, a pecuária tem ganhado em eficiência produtiva em espaço cada vez menor e inclusive tem cedido áreas para agricultura.

 

O estado também é grande explorador de minérios e, das dez cidades mais ricas do Centro-Oeste, oito são de Mato Grosso.

 

A área de saneamento básico, contudo, apresenta desafios, com rede de esgoto só para três a cada 10 casas. Já o abastecimento de água e o serviço de coleta de lixo, atendem 8 a cada 10 domicílios.

 

Na segurança pública, o Mapa da Violência 2018 indica taxa de 35,7 homicídios a cada 100 mil habitantes, número acima do nacional que é 30.

 

No campo da educação, a taxa de analfabetismo é de 6,5%, menor que a média do Brasil de 7%.