Desafios e Perspectivas dos Estados: São Paulo é o maior colégio eleitoral do país

03:52 Geral, Especiais 29/09/2018 - 18h18 Brasília (DF) Embed

Wellington Barros

São Paulo concentra o maior número de habitantes do Brasil, com mais de 45 milhões e meio de pessoas. Consequentemente, é o maior colégio eleitoral.

 

De cada dez eleitores brasileiros, dois votam lá. O estado mais rico do país é também o maior polo econômico e industrial do Hemisfério Sul e o maior centro de negócios da América Latina. A taxa de desocupação é de 13,6% e o rendimento médio R$ 2.838.

 

A terra da garoa é formada por diversas tradições e sotaques. Imigrantes italianos e portugueses foram responsáveis por boa parte da descendência paulista.

 

Um exemplo é a família da paulistana Ângela Di Sessa, professora universitária. Os avós dela vieram da Itália no fim do século XIX, fugidos de uma crise, e foram beneficiados pelo incentivo brasileiro à imigração europeia na época. Ângela destaca entre as heranças dos diversos tipos de nacionalidades, uma miscelânea cultural, que assume um caráter próprio em São Paulo.

 

São Paulo da frenética multiculturalidade, cotidianamente se vê obrigada a pulsar em outro ritmo: o do trânsito congestionado. O estado tem a maior quantidade de veículos do país. 

 

Só de carros são mais de 17 milhões e duzentas mil unidades. Um dos agravantes dessa problemática seria o modelo nacional de construção de habitações em regiões mais periféricas, o que gera necessidade de deslocamento para a área central da cidade, onde há mais oferta de emprego. A observação é de José Roberto Geraldine, presidente do Conselho de Arquitetura e Urbanismo paulista.

 

O especialista defende o investimento massivo em transporte público coletivo de qualidade e aumento da malha metroviária, para reduzir a necessidade por carros e aliviar mais o trânsito.

 

Também lembra a importância do engajamento da sociedade em iniciativas a exemplo do compartilhamento de veículos entre passageiros com destinos em comum. José Roberto acrescenta que é preciso pensar em alternativas, como recuperação do rio Tietê para transporte público fluvial.

 

Quando o assunto é saneamento básico, a metrópole global dá exemplo e tem o melhor desempenho do país, já que a água encanada chega a praticamente todas as moradias. A situação se repete em relação à rede de esgoto e serviço de coleta de lixo, que são os mais abrangentes do Brasil.

 

Na área de educação, os analfabetos são apenas 2,6% da população do estado e os jovens que não estudam nem trabalham somam 20%, perto da média nacional de 23.

 

Com relação à segurança pública, o Atlas da Violência aponta taxa de 11 homicídios a cada 100 mil habitantes, a menor do Brasil.

Deseja fazer algum tipo de manifestação?

Favor copiar o link do conteúdo ao apresentar sua sugestão, elogio, denúncia, reclamação ou solicitação.