Desafios e Perspectivas dos Estados:Espírito Santo sofre com danos ambientais da tragédia de Mariana

03:39 Geral, Especiais 22/09/2018 - 15h00 Brasília (DF) Embed

Wellington Barros

No Espírito Santo, dos pouco mais de 4 milhões de habitantes, 2 milhões 754 mil vão às urnas em outubro. Na área de educação, a taxa de analfabetismo é 5,5%, menor que a média nacional de 7%. Por outro lado, 23% dos jovens não estudam nem trabalham.

 

A segurança pública também apresenta-se como desafio. Conforme o Atlas da Violência 2018, a taxa de homicídios é de 32 para cada 100 mil habitantes, a segunda maior da região Sudeste, atrás apenas do Rio de Janeiro.

 

Num balanço geral sobre o Espírito Santo, a produtora cultural Aline Alves, nascida em Manaus, mas capixaba de coração há 10 anos, define o estado como tão pequeno quanto plural por agregar diferentes culturas. Na opinião dela, isso favorece a integração entre as pessoas, inclusive da capital com o interior.

 

O Espírito Santo é um dos estados banhados pelo Rio Doce e colhe um legado de aprendizado com o rompimento da barragem da mineradora Samarco em Mariana, Minas Gerais, em novembro de 2015.

 

Segundo o doutor em Ciência Florestal e professor de Ecologia e Recursos Naturais da Universidade Federal do Espírito Santo, a tragédia foi de tais proporções que ainda é difícil prever se o rio voltará a ser exatamente como antes. Contudo, destaca a mobilização científica em busca de caminhos para tratar dessa questão ambiental de forma mais intensa.

 

Luiz Fernando também faz questão de enfatizar a importância do aprimoramento dos controles ambientais e da educação no contexto de qualidade de vida e do uso mais racional e sustentável dos recursos naturais.

 

Ainda na área ambiental, os dados apontam que em torno de 86% dos domicílios contam com coleta de lixo e abastecimento de água. Já a rede de esgotamento sanitário cobre 78% das residências. Apesar disso, o especialista observa que algumas regiões, inclusive da área nobre, não são ligadas à rede de tratamento para evitar aumento da conta de água em até 80%.

 

No cenário da economia, o rendimento médio mensal no Espírito Santo é de R$ 1.205 e o percentual de desempregados registrado no primeiro trimestre do ano é de 8%. As atividades produtivas se concentram na agricultura, com destaque para o café e a cana-de-açúcar.

 

Também são representativos no PIB do estado a pecuária, com gado de corte e leiteiro; assim como a indústria, com produtos alimentícios, madeira, produção têxtil e a siderurgia. Além disso, a capital Vitória, uma ilha, é considerada relevante porto de exportação de minério de ferro.

Deseja fazer algum tipo de manifestação?

Favor copiar o link do conteúdo ao apresentar sua sugestão, elogio, denúncia, reclamação ou solicitação.