Fóssil de peixe que pode ter até 120 milhões de anos é encontrado no Maranhão

01:28 Geral, Notícias 24/09/2018 - 12h58 Brasília Embed

Michelle Moreira

O fóssil de um peixe encontrado no município de Presidente Dutra – a cerca de 350 quilômetros de São Luís –, no Maranhão, pode ajudar a comprovar a teoria da separação entre os continentes da América e da África. No local ainda foram encontrados vestígios de um crustáceo.


Os achados arqueológicos têm entre 110 milhões e 120 milhões de anos e foram encontrados por um morador que logo entrou em contato com pesquisadores na capital maranhense.


A descoberta pode ajudar a explicar a formação de um grande lago que cobria o que hoje é quase todo o Nordeste brasileiro e parte do Oeste da África, explica o paleontólogo do Instituto Federal do Maranhão, Rafael Lindoso.


Desde 2010 são encontrados fósseis de diversas espécies de peixes e crustáceos nos municípios maranhenses.


Todo o material compõe o acervo do Centro de Pesquisa de História Natural e Arqueologia do Maranhão.