Inframerica terá que apresentar plano de exposição de Athos Bulcão no aeroporto do DF

01:49 Geral, Notícias 21/09/2018 - 09h50 Brasília Embed

Danyele Soares

O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) deu 30 dias para a concessionária do Aeroporto Internacional de Brasília, a Inframerica, apresentar um plano de exposição do painel do artista plástico Athos Bulcão, que fica no terminal.


Os promotores cobram que a empresa exponha a obra de arte em local de acesso público irrestrito. Segundo o órgão, atualmente o painel, que mede 140 metros, está em local sem muita visibilidade.


No plano, a Inframerica também deve se preocupar com a preservação das cores dos azulejos e da composição visual.


De acordo com os promotores, a empresa, como concessionária de um serviço público, é responsável pela exposição e conservação da obra.

 

Desde 2013, a promotoria de Defesa do Meio Ambiente e Patrimônio Cultural acompanha a situação do trabalho de Athos Bulcão.


À época, ainda no planejamento da reforma do aeroporto, foi assinado um termo de ajustamento de conduta (TAC) para garantir a preservação da obra e exposição ao público.


Segundo o documento, caso o compromisso seja descumprido, a empresa teria de pagar multa de R$ 1 mil por dia até cumprir a obrigação.

 

A Inframerica informou que, por causa da complexidade de realocação do painel por conta do seu comprimento são estudadas diversas alternativas de nova locação.

 

* Matéria atualizada às 12h29 de 21/09/2018 para acréscimo de informações.