Metroviários e rodoviários do DF ameaçam greve a partir de segunda-feira

02:08 Geral, Notícias 19/09/2018 - 20h49 Brasília Embed

Ana Luísa Praser

Os usuários do transporte público do DF podem começar a se preparar para mais uma greve por tempo indeterminado; e desta vez em dose dupla: isso porque tanto os ônibus quanto o metrô devem parar as atividades a partir da meia-noite da próxima segunda-feira:

 

Para os passageiros como a Fátima Pinheiro, a situação pode ficar bem complicada:

 

É a segunda vez neste ano que os metroviários cogitam paralisar as atividades. Segundo a categoria, os trabalhadores se reuniram com o GDF, mas nenhuma proposta para evitar a paralisação foi apresentada.

 

O secretário de assuntos jurídicos do sindicato dos metroviários do DF, Leandro Santos, detalha algumas das reivindicações.

 

Os metroviários também pedem a nomeação de 300 aprovados no último concurso e o cumprimento do Acordo Coletivo assinado com o governo.

 

A última greve do metrô foi realizada em novembro do ano passado e durou 40 dias. Todas as 24 estações permaneceram fechadas e o prejuízo estimado ultrapassou os dois milhões de reais.

 

Já os rodoviários pedem a reposição da inflação e reajuste salarial. Somados, chegam a 7% de aumento. Também querem a manutenção do acordo coletivo. Mas, de acordo com o diretor do Sindicato da categoria, Saulo Araújo, a greve ainda pode ser evitada caso os patrões apresentem uma proposta e se disponham a negociar.


A estimativa é que a paralisação dos dois meios de transporte atinjam cerca de um milhão de usuários do metrô e 700 mil de ônibus.

 

Em nota, a Secretaria de Mobilidade informou que tem acompanhado as negociações e que espera que as partes envolvidas cheguem em um acordo, evitando qualquer tipo de paralisação que possa prejudicar a população.